O melhor guia das mulheres

Anna Ferreira
5
(2)

Uma coisa já sabemos: somos cíclicas. Iniciando pelo 1º dia da menarca (primeira menstruação) e alguns estudos já mostram que muito antes disso o metabolismo da menina pode ser cíclico com seus hormônios à flor da pele.

A ciclicidade esta que todo mês visita, contamos assim: 1º dia da menstruação + 7 dias aproximadamente de sangramento, cólicas, dor nas mamas, dores de cabeça, desejo por doce ou algo mais calórico. 

Após 7 dias nosso corpo se preparar para gerar um ser humano, então há um aumento do Hormônio Luteinizante (LH), Hormônio Folículo Estimulante (FSH) e da Progesterona, hormônios este que deixam a mulher mais bela, menos inchada, com maior desejo sexual, menos desconfortos pélvicos e das mamas.

Há um dia D no nosso corpo, o momento da liberação do óvulo, que está aproximadamente no 14º dia do ciclo, pode inclusive experimentar episódios de cólicas ovarianas. A partir deste dia, se não houver fecundação do óvulo para futuramente formar um bebe, nossos hormônios (LH e progesterona) começam a cair.

No mesmo momento que estes hormônios caem, o estradiol começa a subir e a mulher começa a experimentar os sintomas da Tensão Pré-Menstrual (TPM) é aquele momento que a vontade de doce é mais intensa, menos disposição para realizar atividade física, mais desconforto pélvico, dor nas mamas e dor de cabeça.

E aí finalizando os 28 dias de ciclo, vem a menstruação dando início a mais um ciclo menstrual. Entende que somos um ciclo? Às vezes neste ciclo ocorre a interrupção por uma gestação ou por uso de anticoncepcionais hormonais.

Uma mulher pode experimentar durante sua vida episódios de candidíase, infecção urinária, TPM, algumas com miomas, adenomiose, endometriose, síndrome dos ovários policísticos, menopausa e entre outras diversas doenças.

Não dá para prolongar o assunto por aqui pois é necessário uma aula sobre cada momento como este. Mas no meu Instagram eu abordo cada semana um assunto feminino diferente, dá uma olhadinha, pode ser que eu tire muitas dúvidas que você não sabia que tinha!

E como forma de agradecimento pela troca eu vou disponibilizar um material exclusivo dos pacientes: o guia de chás e infusões para melhora dos sintomas da saúde da mulher! 💝

A proposta é dar o pontapé inicial para você se cuidar, para você se observar e se sentir mais feliz. Mas é claro que não poderia ser irresponsável em não dizer:

🔻Se você está gestante NÃO faça uso de nenhum chá, não existe estudos assegurando o uso;

🔻 Se você tem sensibilidade ou alguma patologia, converse com seu médico e nutricionista acerca da quantidade e tipo de infusão;

🔻Não ultrapasse a quantidade sugerida e evite ficar repetindo a mesma erva.

Desejo que aproveitem bastante! Uma opção bacana no calor é SUCHÁ: um suco da fruta + um chá ou infusão.

Qualquer dúvida quanto ao material pode me mandar mensagem no privado! Aproveite 💝

E se você ficou interessada? Entre em contato comigo.

Você gostou desse post?

Anna Ferreira
Compartilhe o post:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta

Leia também

Qual o impacto da TV no seu cérebro?

0 (0) Todos nós ouvimos o aviso quando crianças: “Essa TV vai prejudicar o seu cérebro! ”, e hoje a preocupação é ainda maior, já

Como lidar com o TOD?

4 (4) Em algum momento você já pensou “o que faço agora?” ou “como posso ajudar meu filho (a)?” O que é? De acordo com

Rua Abílio Moreira de Miranda, 45
Alto Cajueiros, Macaé – RJ | 27915-250
Macaé Trade Center | MTC

Agende uma consulta no Plenamente