Qual o impacto da TV no seu cérebro?

0
(0)

Todos nós ouvimos o aviso quando crianças: “Essa TV vai prejudicar o seu cérebro! ”, e hoje a preocupação é ainda maior, já que os vídeos não estão mais só na televisão, até mesmo o Instagram que antes era um aplicativo de fotos já anunciou que quer focar cada vez mais nos vídeos.

A questão é: as mentes jovens estão realmente sendo prejudicadas?

Estudos sugerem que assistir televisão (vídeos em geral) por períodos prolongados muda a estrutura anatômica do cérebro de uma criança e diminui as habilidades verbais. O desenvolvimento da fala, raciocínio e outras habilidades intelectuais podem atrofiar ao se ver uma tela passivamente.

Comportamentalmente, efeitos ainda mais prejudiciais podem existir: embora uma relação de causa e efeito seja difícil de provar, taxas mais altas de comportamento anti-social, obesidade e problemas de saúde mental se correlacionam com horas na frente do aparelho.

Em 2013, pesquisadores da Tohoku University, no Japão, realizaram um estudo para entender mais profundamente os impactos da TV na mente das pessoas.

Os estudos concluíram que as pontuações de QI verbal – que medem o vocabulário e as habilidades de linguagem, caíram proporcionalmente às horas que os voluntários assistiram televisão. As mudanças no tecido cerebral ocorreram independentemente do sexo ou idade da pessoa ou de sua renda familiar.

Algumas dessas diferenças cerebrais podem ser benignas: um aumento no volume do córtex visual é provavelmente causado pelo exercício da visão enquanto assiste a TV.

Mas o espessamento do hipotálamo é característico de pacientes com transtorno de personalidade limítrofe, aumento da agressividade e transtornos do humor. Essa mudança pode levar a problemas psicológicos e comportamentais.

Cuidado com o que você vê. A negatividade que você assiste também te faz adoecer

Outro estudo realizado com indivíduos de 17 países indica que as pessoas costumam prestar mais atenção em notícias negativas, e o Brasil é um dos países em que há evidências mais claras desse comportamento.

Segundo o estudo, publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, a tendência de reagir mais fortemente a notícias de conteúdo negativo é um fenômeno global. E se conteúdo negativo dá mais ibope, do que você acha que as grandes mídias irão falar?

A negatividade nos atrai pois estamos cheios de pensamentos, crenças, emoções guardadas do passado, sentimentos de tristeza, medo, mágoa, raiva e outros que acumulamos durante a vida e passam a viver dentro da nossa mente. E essas emoções ruins se alimentam de mais emoções ruins pra continuar ali, crescendo e se fortalecendo na sua mente. Um dos mecanismos pelos quais ela cresce, é através das notícias negativas que alimentam as emoções que guardamos.

O problema é que dar ouvidos a coisas negativas deixa as pessoas mais ansiosas, medrosas, estressadas e depressivas. E não é só isso, somos o que pensamos e também tudo aquilo de que nos alimentamos, sejam alimentos para o corpo, para a alma ou para a mente. Desta forma, se os nossos pensamentos e nossos sentimentos criam a nossa realidade, o que estamos criando quando damos ouvidos à negatividade e ao pessimismo?

E não me refiro apenas aos jornais, TV e internet, me refiro também àquelas pessoas que se aproximam da gente e logo começam a despejar aquele monte de assunto negativo, tragédias, doenças, roubos etc., impregnando nosso subconsciente de negatividade. Por isso, seja seletivo ao que você dá ouvidos, ao que você vê, não permita que escolham as lentes pelas quais você deverá enxergar o mundo.

E se você gosta de alimentar-se de notícias ruins, observe seus sentimentos mais profundos e busque entender o motivo, observando as emoções que elas lhe causam. Como disse Eckhart Tolle: “A popular imprensa tabloide não vende essencialmente notícias, mas emoções negativas, ou seja, alimento para o corpo de dor (acúmulo, que todo mundo tem, de antigas dores emocionais). ”

Você é o resultado de como você alimenta a sua mente

O que pode fazer hoje para alimentar bem a sua mente?

É tudo o que você precisa para começar a construir uma mente realizadora de sonhos! Acredite em você e também responsabilize você, seja melhor que você mesmo todos os dias! Procure ver e ouvir o que te fortalece e não o que te enfraquece.

E se mesmo assim o barulho interno for grande, vem comigo que eu posso te ajudar e alimentar melhor os seus pensamentos e a sua mente.

Entre em contato comigo!

Você gostou desse post?

Compartilhe o post:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta

Leia também

Como lidar com o TOD?

4 (4) Em algum momento você já pensou “o que faço agora?” ou “como posso ajudar meu filho (a)?” O que é? De acordo com

Rua Abílio Moreira de Miranda, 45
Alto Cajueiros, Macaé – RJ | 27915-250
Macaé Trade Center | MTC

Agende uma consulta no Plenamente