Por que é tão difícil emagrecer?

Camilla Mendes
5
(3)

Por que é tão difícil emagrecer?

Por que dieta não funciona?

Por que é difícil mudar um hábito?

Você é aquela pessoa que fica com essas interrogações na cabeça?

Eu vou explicar o que está acontecendo.

A dieta tem um efeito muito negativo no cérebro, de algo restritivo e nosso cérebro não gosta disso. Ele evita sofrimento o tempo todo.

Para encontrar respostas a essas perguntas, é preciso entender o processo de forma integrada. Tanto pela mente, emoções, como pelo corpo. Para isso, informação e conhecimento são fundamentais para ter autonomia para fazer escolhas, deixando de ser manipulada por falsas promessas.

A questão é que as pessoas querem RESULTADO, isso não só para emagrecimento, são imediatistas. E não tem como falar de resultado, principalmente resultado duradouro e positivo, sem falar de processos.

É preciso passar pelo processo, viver o processo, identificar as crenças limitantes, sabotadores e quais padrões está tentando se encaixar.

“Emagrecimento não é um projeto pontual”

Muitas vezes a pessoa está buscando emagrecimento para um momento específico, uma ocasião ou evento. Isso, além de gerar um grande sofrimento, não é saudável, pois emagrecimento não é um projeto pontual, é um projeto de vida, porém, isso também é uma escolha e requer um olhar de amor e aceitação para consigo.

Você deve estar se perguntando: Como vou me aceitar se não estou satisfeita?

Essa é uma pergunta que sempre ouço em meu consultório.

Você viu que falei logo acima sobre escolhas?

Então, quando a pessoa deixa a escolha momentânea e passa a olhar além disso, começa a se preocupar com a saúde, com estilo de vida, em ter paz de espírito, viver bem com seu corpo e com a comida. Aí sim, entra uma outra abordagem. Aí podemos falar de aceitação e mudança.

Pensa comigo:

Quantas dietas você já fez? Por quanto tempo? Qual realmente funcionou?

Geralmente não funciona e a pessoa se frustra, se culpa, porque ela acha que fez algo errado, que foi fraca, que não consegue, que com ela não funciona, diminui sua autoestima… e passa ser uma agressão ao corpo.

Então toda dieta é ruim?

Não. As restritivas são ruins. Aquela que tira coisas de você. E a maioria tira.

Aquelas dietas que te orientam, que direcionam para um estilo de vida, para mudanças de hábitos, essas são positivas. Porque a pessoa, através do conhecimento, ela vai mudando o seu sentimento em relação à comida, deixa o “comer emocional” e, aí sim, muda o seu comportamento.

Aliás, você sabia que a origem da palavra dieta, vem do latim, que significa modo de vida?

Porém, isso foi deturpado pela nossa realidade, onde dieta passou a ser aquilo que você tira coisas. Então, para o nosso cérebro é sinal de alerta, perigo. Por isso, as pessoas estão sempre se sabotando, jogando para frente, para próxima segunda por exemplo. Porque está condicionada a restrição. É como se ela tivesse que se preparar emocionalmente para ficar sem algo que ela gosta.

É um looping: surge o desejo de emagrecer por algum motivo > faz uma dieta > compulsão e diminuição do autocontrole > perde o controle > come em excesso > recuperação do peso.

E para mudar esse movimento, você precisa compreender melhor seus pensamentos, sentimentos e emoções, que farão você ter um comportamento diferente, até que vire um hábito e você consiga se livrar desse problema definitivamente.

Para saber mais? Agende uma sessão estratégica onde iremos identificar quais são seus autossabotadores.

Você gostou desse post?

Camilla Mendes
Compartilhe o post:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta

Leia também

Qual o impacto da TV no seu cérebro?

0 (0) Todos nós ouvimos o aviso quando crianças: “Essa TV vai prejudicar o seu cérebro! ”, e hoje a preocupação é ainda maior, já

Como lidar com o TOD?

4 (4) Em algum momento você já pensou “o que faço agora?” ou “como posso ajudar meu filho (a)?” O que é? De acordo com

Rua Abílio Moreira de Miranda, 45
Alto Cajueiros, Macaé – RJ | 27915-250
Macaé Trade Center | MTC

Agende uma consulta no Plenamente