Como se livrar da candidíase em 7 passos

Anna Ferreira
Anna Ferreira
0
(0)

Antes de conversar sobre o que fazer para candidíase ir embora de vez precisamos esclarecer o que é e como ela aparece para assim poder tratar a CAUSA e não ficar remediando os sintomas.

Candidíase é uma doença que vem do fungo

Vamos lá, a candidíase é uma infecção NÃO TRANSMISSÍVEL então não é possível contrair na relação sexual, o que pode acontecer é: com o atrito da relação, uso de lubrificantes ou outros materiais e intensidade pode propiciar o desenvolvimento da cândida.

Ela aparece junto a uma coceira, vermelhidão, inchaço, ardência, dor na relação sexual e um corrimento (uma secreção mais grumosa e com cheiro diferente).

Mas na verdade a candidíase é uma doença que vem do fungo Candida albicans e este fungo está presente na nossa flora vaginal naturalmente e ela se alimenta basicamente de açúcar, então toda vez que temos aumento de açúcar no sangue e na vagina o fungo se alimenta e cresce descontroladamente.

Mas o que faz ela sobressair e acabar gerando sintomas?

  1. Uso de anticoncepcionais. Os hormônios contraceptivos aumentam o glicogênio vaginal que nada mais é um tipo de açúcar natural do corpo, os fungos se alimentam e crescem sobressaindo a flora benéfica;
  2. Uso de roupa molhada, abafada e/ou apertada. O fungo também se prolifera mais em ambientes mais quentinhos e úmidos, por isso que ficar de biquini molhado, usar calça jeans apertada ou não trocar a calcinha ao longo do dia aumenta o risco de desenvolver os sintomas;
  3. Alimentação desregulada. O maior consumo de carboidratos refinados como pão e macarrão, industrializados como biscoito de pacote e macarrão instantâneo e açúcar podem aumentar a glicose no sangue e a glicose vaginal, oferecendo mais alimento para a Cândida se proliferar;
  4. Uso de antibióticos. Os antibióticos são administrados para matar bactérias e nessa administração acabam levando tanto as ruins quanto as boas. Não tendo bactéria boa para competir com os fungos, eles acabam crescendo e se sobressaindo, causando sintomas;
  5. Emocional enfraquecido. Hoje é muito falado que o estresse do dia a dia é fator de risco para inúmeras doenças, uma delas é a candidíase por aumentar a inflamação corporal e propiciar o aumento de fungos e bactérias ruins do organismo;
  6. Sedentarismo. Se movimentar gera uma queima maior de glicose no sangue, além disso melhora a circulação sanguínea da região;
  7. Uso de produtos não próprios para região íntima. Como o uso de lubrificantes, sabonetes com cheiros, géis de massagem e outros produtos eróticos;
  8. Deficiências nutricionais. Algumas deficiências estão relacionadas com menor potencial das bactérias e fungos benéficos e com a maior proliferação de fungos e bactérias ruins.
Como se prevenir

Entendido as causas? Então bora entender o que precisamos fazer para que a candidíase não nos visite mês a mês.

  1. Dieta equilibrada adequada em vegetais e com maior consumo de carboidratos integrais como trocar o pão francês pelo pão integral;
  2. Atividade física intensa e regular para queimar o açúcar do sangue, uma média de 150 minutos por semana;
  3. Evitar lavar a região íntima com sabonete inadequado para região e se possível lavar com sabão somente uma vez ao dia, nos outros passar somente água. Não lavar o canal vaginal!!
  4. Não ficar com a roupa íntima úmida e muito apertada, sempre trocar por uma limpa e seca sempre que possível, inclusive a calcinha nos dias de ovulação que costumamos ficar mais úmidas;
  5. Uso de óleo de coco por toda vulva e vagina;
  6. Suplementação específica e individualizada para o tratamento e prevenção da doença;
  7. Evitar grandes estresses.

O tratamento para candidíase normalmente é medicamentoso, mas a mudança no estilo de vida pode interromper o ciclo de reinfecção da candidíase.

O ideal é conversar com o médico também para entender qual é o fator de risco mais determinante para o surgimento e assim traçar um plano de ação para tratamento e remissão da doença.

No consultório quando uma paciente chega com a queixa de candidiase de recorrência meu papel é traçar um plano alimentar específico para o tratamento da doença e a suplementação individualizada para auxiliar na boa imunidade e combate aos fungos, entrando assim em remissão total da doença.

Mas lembre-se: qualquer desequilíbrio no estilo de vida, seja alimentar ou emocional, abre porta para uma nova infecção da candidíase!

Fique por dentro!

Se interessou pelo tratamento? Quer se livrar da candidíase? Entre em contato comigo ou se inscreva na minha página profissional para receber mais dicas sobre saúde da mulher.

Você gostou desse post?

Anna Ferreira
Compartilhe o post:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Deixe uma resposta

Leia também

Qual o impacto da TV no seu cérebro?

0 (0) Todos nós ouvimos o aviso quando crianças: “Essa TV vai prejudicar o seu cérebro! ”, e hoje a preocupação é ainda maior, já

Como lidar com o TOD?

4 (4) Em algum momento você já pensou “o que faço agora?” ou “como posso ajudar meu filho (a)?” O que é? De acordo com

Rua Abílio Moreira de Miranda, 45
Alto Cajueiros, Macaé – RJ | 27915-250
Macaé Trade Center | MTC

Agende uma consulta no Plenamente